8/22/2017

SERVIÇO EDUCATIVO | UMA DANÇA POR MÊS | COMO TRANSFORMAR UM ASSUNTO NUM PROCESSO




scroll down for english

23 SETEMBRO
Como Transformar um Assunto num Processo
com Litó Walkey
10h - 12h30
Sala de Ensaio do Cineteatro António Lamoso

Público alvo: 12 aos 65 anos
Entrada livre mediante inscrição
Inscrição através do email: bcnproducao@gmail.com
Limitado a 30 participantes

Uma Dança por Mês é um ciclo de encontros de experimentação de uma determinada técnica de movimento ou prática da dança.
Este ciclo  visa promover a construção de um lugar comunitário para a experimentação e entendimento do movimento.
A próxima sessão é com a coreógrafa grega Litó Walkey.

Como Transformar um Assunto num Processo


Uma pesquisa sobre linguagem, performance e potencial tendo em vista a possibilidade de se ser disponível para se comprometer com o improvável. Esta oficina propõe operações de formulação, montagem e amplificação de feedback proporcionando convites, aberturas sugestivas, possibilidades, para mudar a coisa como ela se apresenta. Através da identificação de unidades fragmentadas de pensamento, movimento e texto, e fazendo mudanças deliberadas de endereço, modalidade e autoria, trabalhamos para expor o possível eclipse e oscilação de intenção, plano, imperativo, tradução, roteiro, acidente, preparação, desempenho e público.

Litó Walkey é uma coreógrafa e performer sediada em Berlim. A sua prática artística trabalha com atenção a sucessões de palavras - como as composições inscritas ocorrem, indexam e convidam com relação com a performance. Litó iniciou a série de livros "como se estivesse prestes a acontecer", uma publicação de escrita colaborativa em expansão a partir de workshops na HZT. Os seus projetos incluem um Populated Soliloquy (2016), aswebegin / Weld Company (2013), Where’s the rest of me? (2012), Like that, Like this  (2008), instanded i turn (2006), The Missing Dance No.7 (2005) e  Wings Raised to a Second Power (2002). A partir de 2002-2009, Litó foi membro do grupo de performance Goat Island, com sede em Chicago. Mantém colaborações contínuas com artistas como Boris Hauf, Myriam van Imschoot, Jeanine Durning, Lucy Cash e Karen Christopher e trabalhou como intérprete com os coreógrafos Vera Mantero e Martine Piscani (a.o.). Litó foi professora e chefe do programa de coreografia de dança BA no Centro Inter-Universitário de Dança (HZT) de Berlim. Ensina regularmente no HZT Berlin e DOCH em Estocolmo, e é muitas vezes convidada a assessorar trabalho coreográfico. Completou os seus estudos de BA e mestrado em coreografia na Universidade de Artes de Amsterdão.

 
September 23rd
Turn a subject into a process
with Litó Walkey
10 a.m. - 12:30 p.m.
Cineteatro António Lamoso Rehearsal Room 

 
Target audience: 12 to 65 years old
Entry is free but registration is required
Registration via email bcnproducao@gmail.com
The maximum number of entries is 30 people  


Uma Dança por Mês is a cycle of experiential encounters of a particular movement technique or dance practice.
This cycle aims to promote the construction of a community place for experimentation and understanding of  movement.
The next session is with the greek choreographer Litó Walkey


A research in language, performance and relational potential with a focus to inaugurate a self-generated permission and become available for committing to the unlikely.
This practice proposes operations of formulation, assemblage, and feedback amplification that construct invitations, suggestive openings, possibilities, for the thing as it is, to change.
Through identifying fragmentary units of thought, movement and text, and making deliberate shifts of address, modality and authorship, we will work to expose the possible eclipse and oscillation of intension, plan, imperative, translation, script, accident, preparation, performance and audience.


Litó Walkey is a choreographer and performer based in Berlin. Her artistic practice works with attention to successions of words - how inscribed compositions take place, index and invite in relation to performance.
Litó initiated the 'as if it's just about to happen' book series, a publication of collaborative writing expanding from workshops facilitated at HZT.
Her performance projects include A populated soliloquy (2016), aswebegin / Weld Company (2013), Where’s the rest of me? (2012), Like that, Like this (2008), instanded i turn (2006), The Missing Dance No.7 (2005) and wings raised to a second power (2002).
From 2002-2009 Litó was a member of the Chicago-based performance group Goat Island. She maintains ongoing collaborations with artists such as Boris Hauf, Myriam van Imschoot, Jeanine Durning, Lucy Cash and Karen Christopher and has worked as a performer with choreographers Vera Mantero and Martine Piscani(a.o.).
Until recently Litó has been Professor and head of the BA Dance Context Choreography program at the Inter-University Center for Dance (HZT) Berlin. She now regularly teaches at HZT Berlin and DOCH Stockholm, and is often invited to advise choreographic work.
Litó completed her BA and Masters studies in Choreography at the Amsterdam University of the Arts. 

[ARTISTA ASSOCIADO] ROGÉRIO NUNO COSTA UNIVERSIDADE | YLIOPISTO (2015/20)




UNIVERSIDADE | YLIOPISTO (2015/20)
um serviço meta-educativo de Rogério Nuno Costa

UNIVERSIDADE | YLIOPISTO é um projeto duracional para a criação de uma universidade virtual, trans-nacional e trans-artística. Uma escola para ensinar a anular a arte através da Arte (ou vice-versa). Um laboratório de experiências Pop. Uma masterclass intitulada "A preguiça como novo avant-garde". Um workshop intensivo de Kopimismo. Um magazine cooltural. E um partido político demagógico, finlandizado e profil(árctico) a financiar o empreendimento.

Próximas Atividades:

UNIVERSITY: a prison without walls (think tank/workshop)
4-7 Setembro 2017, Arthouse, Espoo (Finlândia)
No contexto do seminário “Context, Site & Situation”, em colaboração com artistas e investigadores do programa Visual Culture & Contemporary Art da School of Arts, Design & Architecture da Aalto University. Lançamento do Year Two: Non-Art.

MAIS INFORMAÇÃO:
www.universityliopisto.wordpress.com [in-progress website]


“(...) num sentido muito literal, a universidade kantiana é uma instituição ficcional. A razão só pode ser instituída se a instituição permanecer uma ficção, se funcionar apenas ‘como se’ não fosse uma instituição. Se a instituição se torna real, a razão afasta-se.” [Bill Readings, A Universidade em Ruínas, Angelus Novus, p. 68]

O projeto UNIVERSIDADE propõe a construção de uma plataforma colaborativa de pensamento interdisciplinar ao longo de 5 anos “lectivos”, operando, virtual e fisicamente, entre dois extremos da Europa: Portugal e Finlândia. Grupos de trabalho fluidos (e nómadas) encontrar-se-ão em espaços temporários com o objetivo de elaborar uma proposta híbrida de ensino artístico alicerçado em metodologias “não-artísticas”: como chegar à Arte sem ser através da arte? Uma universidade meta-referencial que oferece um só programa — o dos “estudos universitários” —, num diálogo rizomático e taxonómico entre todas as Artes e todas as Ciências, e num sistema discursivo não-hierárquico e pós-capitalista. Para tal, ensaiar-se-ão novos paradigmas educacionais, experimentar-se-ão novos modos de subjetivação e de partilha de conhecimento, antever-se-ão novos modelos éticos (logo, estéticos) na relação “mestre/aprendiz”, reciclar-se-ão pressupostos que estiveram na origem da missão universitária ocidental e que a (pós-)modernidade, quantitativamente empreendedora e empresarial (ensino enquanto produto, aluno enquanto cliente), terá feito extinguir.

Após a realização de um proto-laboratório em Bucareste em Julho de 2015, em colaboração com o projeto E-motional | rethinking dance, ODD Gallery e Modulab, o Ano Um (2016/17) arrancou oficialmente em Outubro de 2016 na School of Arts, Design & Architecture da Aalto University (Finlândia), num diálogo simbiótico com o programa Visual Culture & Contemporary Art (ViCCA). Até ao final de Junho de 2018, realizar-se-á uma série de lectures, workshops, think tanks e publicações alusivas à NON-ART, temática estruturante para o Ano Dois.

Universidade | Yliopisto conta com o apoio da Aalto University (Finlândia). Produção: Ballet Contemporâneo do Norte (Artista Associado).



UNIVERSITY | YLIOPISTO (2015/20)
a meta-educational service by Rogério Nuno Costa

UNIVERSITY | YLIOPISTO is a durational meta-project for a virtual, trans-national and trans-artistic multiversity. A school where we can learn how to annul Art by the means of art itself. A laboratory to test Pop as the ultimate cultural appropriation. A masterclass titled "Laziness as the new avantgarde". An intensive workshop about Kopimism. A cooltural magazine. And a very demagogic, finlandized and prophyl(arctic) political party.

Next Activities:

UNIVERSITY: a prison without walls  (think tank/workshop)
4-7 September 2017, Arthouse, Espoo (Finland). 
Within the frame of the seminar “Context, Site & Situation”, a collaboration with artists and researchers from the program Visual Culture & Contemporary Art, at Aalto University’s School of Arts, Design & Architecture. Launching of the Year Two: Non-Art.

MORE INFO:
www.universityliopisto.wordpress.com [in-progress website]


“(...) in a very literal sense, Kantian university is a fictional institution. Reason can only be institutionalized as far as institution itself can remain a fiction, if it can only work ‘as if’ it was not an institution. When the institution becomes real, reason turns away.” [Bill Readings, The University In Ruins, Harvard, p. 68]

The project “University/Yliopisto” proposes the building of a collaborative platform for inter-disciplinary thinking throughout 5 “school” years, thus operating, both virtually and physically, between two European “extremes”: Portugal and Finland. Fluid and nomadic work groups will meet in temporary spaces driven by one major goal: to elaborate a hybrid model for artistic learning based on “non-artistic” methodologies, or how can one reach Art without being through art? A self-referential academy that offers one program only — the “academic studies” program —, structured in a rhyzomatic and taxonomical dialogue between all Arts and all Sciences, within a discursive system that is non-hierarchical and post-capitalist. For that purpose, new educational paradigms will be tested, new modes of subjectivation and share of knowledge will be experimented, new ethical (therefore, aesthetic) models for the relation “master/apprentice” will be foreseen. Ultimately, some of the premises that originated the mission behind Western university will be recycled, those same premises that (post-) modernity, quantitatively entrepeneur and business-oriented (education as a product, student as a client), has been extinguishing for the last two decades.

After the proto-laboratory that took place in Bucharest (Romania) in July 2015, in a partnership with E-motional | rethinking dance, ODD Gallery and Modulab, the Year One (2016/17) was officially launched in October at Aalto University’s School of Arts, Design & Architecture (Finland), in a symbiotic dialogue with the program Visual Culture and Contemporary Art (ViCCA). Until the end of June 2018, a series of lectures, workshops, think tanks and publications will be launched, all around the subject of NON-ART, the structuring core-theme for Year Two.


University | Yliopisto is supported by Aalto University. Production: Ballet Contemporâneo do Norte (Associated Artist).

8/21/2017

[CURADORIA 2017] BALLET // CONTEMPORÂNEO // NORTE





O título Ballet // Contemporâneo // Norte propõe a decomposição das palavras que compõem o nome da companhia, palavras que irão ganhar novos sentidos na sua relação com esta produção. BALLET surge como provocação para um olhar sobre duas coreógrafas que têm investigado novas formas de abordar práticas físicas, técnicas, metodologias, gramáticas e linguagens coreográficas. Também como uma provocação de uma revisitação de dramaturgias formalistas que investem na arquitectura de uma linguagem mais do que numa lógica de “conteúdo” muito marcada em Portugal pelo peso do Dance-Theatre. CONTEMPORÂNEO constitui-se como pergunta ou provocação a uma ideia essencialista de uma história da dança cronicamente escrita a partir de um Ocidente central: normativo, branco e masculino. Existe uma contemporaneidade absoluta? Ou deveríamos antes perspectivar contemporaneidades relativas e simultâneas, que coexistem e dialogam a partir de múltiplas vozes? Num programa que também existe em diálogo com o contexto de Estocolmo, onde vivo e onde tomei contacto com as práticas destas duas coreógrafas, a palavra NORTE surge aqui na sua relatividade geográficaSanta Maria da Feira está no Norte de Portugal, e Portugal está no Sul da Europa —, expondo uma provocação evidente: como é que uma palavra aparentemente objectiva tem afinal outros significados quando olhada de uma outra perspectiva. O nome que proponho para este programa propõe, assim, uma reflexão sobre uma companhia e o seu nome enquanto objecto que se reinventa ao longo do tempo, e que ganha diferentes significados quando olhado por diferentes perspectivas, passando pela mão de diversos curadores, coreógrafos e bailarinos, etc.


The title Ballet // Contemporâneo // Norte proposes the decomposition of the words that make up the company's name, words that will gain new meanings in its relation with this production. BALLET arises as a provocation to a look at two choreographers who have investigated new ways of approaching choreographic practices, techniques, methodologies, grammars and languages. Also as a provocation of a revisitation of formalist dramaturgies that invest in the architecture of a language more than a logic of "content" very marked in Portugal by the weight of Dance-Theater. CONTEMPORÂNEO comes as a question or provocation to an essentialist idea of ​​a chronically written dance History chronically written from a central West: normative, white, and masculine. Is there an absolute contemporaneity? Or should we rather look at relative and simultaneous contemporaries that coexist and dialogue from multiple voices? In a program that also exists in dialogue with the context of Stockholm, where I live and where I came into contact with the practices of these two choreographers, the word NORTE appears here in its geographical relativity - Santa Maria da Feira is in the North of Portugal, but Portugal is in the Southern Europe -, exposing an obvious provocation: how does a seemingly objective word has, after all, other meanings when read from another perspective. The name I gave to this program proposes then a reflection on a company and its name as an object that reinvents itself over time, and that gains different meanings when viewed from different perspectives, through the hand of several curators, choreographers, dancers, etc.




MEROPS
de Rebeck Stillman
29 setembro
22h
Cineteatro António Lamoso, Santa Maria da Feira

"Assim como um devaneio, Merops paira entre três tempos. A base no presente são as atividades pelas quais no encontramos diariamente sob a forma de uma companhia de dança, este encontro que forma aquilo que a companhia é, e naquilo em que a companhia se está a transformar. A partir daí, a peça estende-se em duas direções: uma é a ativação da história recém-construída do que a companhia tem sido, uma ficção e uma narração, até certo ponto uma autobiografia por um escritor fantasma. O outro toma como ponto de partida essa mesma história, misturando o funcional com o que é inerentemente ausente de função, num movimento bi-direcional possivelmente corrupto. Ao materializar e executar os devaneios sonhados colectivamente, a peça equilibra-se no limiar daquele momento em que o imaginado quase acontece".

Uma nova criação para o Ballet Contemporâneo do Norte (PT)
De Rebecka Stillman (SE)
Com Dinis Machado, Jorge Gonçalves e Susana Otero 
Desenho de Luz de Rebecka Stillman e Dinis Machado
Música Original: Red Damask (orange) de Linnéa Martinsson e Codeax de Ofelia Jarl Ortega
Figurinos de Rebecka Stillman
Execução de Figurinos: Conceição Moreira (Foz Modas)
Produção Ballet Contemporâneo do Norte
Criado em Residência no Imaginarius Centro de Criação Arte e Espaço Público (Stª Mª Feira, Portugal)
O Ballet Contemporâneo do Norte é financiado pelo Governo de Portugal/Secretaria de Estado da Cultura (Direção Geral das Artes) e Câmara Municipal de St Mª da Feira / Feira Viva


MEROPS
by Rebeck Stillman
29th september
10pm
Cineteatro António Lamoso, Santa Maria da Feira

"Just like a daydream Merops hovers between three times. The basis in the present is the daily activities of coming together in the form of a dance company, the coming together forming what the company is, and what the company is forming the coming together. From there the piece extends in two directions. One is the activation of the freshly made history of what the company has been, a fictionalization and a narration, a to some extent ghost-written autobiography. The other takes as it's starting point that very history, mixing the purposeful with the inherently purposeless in a possibly bi-directional corruptive move. By materializing and executing formerly collectively produced daydreams the piece is balancing on the verge to that moment when imagined come to pass."

A new work for Ballet Contemporâneo do Norte (PT)
By Rebecka Stillman (SE)
With Dinis Machado (SE/PT), Jorge Gonçalves (PT/DE) e Susana Otero (PT)

Light Design by Rebecka Stillman and Dinis Machado
Music: Red Damask (orange) by Linnéa Martinsson and Codeax by Ofelia Jarl Ortega
Costumes by Rebecka Stillman
Costumes Execution by Conceição Moreira (Foz Modas)
Production Ballet Contemporâneo do Norte (PT)
Created in Residency at Imaginarius Centro de Criação Arte e Espaço Público (St Mª da Feira, PT)
Ballet Contemporâneo do Norte is supported by Governo de Portugal/Secretaria de Estado da Cultura (Direção Geral das Artes) and Câmara Municipal de St Mª da Feira / Feira Viva





Nova Criação
de Litó Walkey
29 setembro
22h
Cineteatro António Lamoso, Santa Maria da Feira

Uma sombra circular com três pontos


Atos verbais de descrição celebram sombras próximas de nós, visíveis como são (e foram) no momento e em movimento. Um processo migratório de observar, nomear, mostrar, em parceria com outros, extrai gestos que reencaminham e  recentram as nossas trajetórias naturais de atenção. Esta é uma experiência que aplica liberdades associativas de acumular, justapor e organizar possibilidades de metáfora. Aglomerados de nervos narrativos aparecem e desaparecem enquanto o material de memória regista o seu rastro. Alternando entre tocar à tangente, mostrando nalgum lugar, e apontando para além do fim de si mesmo. O que nos é próximo pode novamente ser estranho, múltiplo e desconhecido, digno de investigação e, finalmente, de delicadeza.

Uma nova criação para o Ballet Contemporâneo do Norte (PT)
De Litó Walkey (CA)
Com Dinis Machado, Jorge Gonçalves e Susana Otero 
Produção Ballet Contemporâneo do Norte
Criado em Residência no Imaginarius Centro de Criação Arte e Espaço Público (Stª Mª Feira, Portugal)
O Ballet Contemporâneo do Norte é financiado pelo Governo de Portugal/Secretaria de Estado da Cultura (Direção Geral das Artes) e Câmara Municipal de St Mª da Feira / Feira Viva


New Work
by Litó Walkey
29th september
10pm
Cineteatro António Lamoso, Santa Maria da Feira

A round shadow with three points

Verbal acts of description praise shadows close to us, visible as they are (and were) in the moment and in movement. A migratory process of viewing, naming, showing, in partnership with others, extracts gestures that re-route and re-center our natural trajectories of attention. This is an experiment in applying associative liberties of accumulation, juxtaposition and the organizing possibilities of metaphor. Clusters of narrative nerves appear and disappear as the material of memory traces. Alternating between touching sideways, showing somewhere, and pointing to more than the end of itself. What's close at hand can once again be strange, multiple and unfamiliar, worthy of examination and ultimately kindness.

A new work for Ballet Contemporâneo do Norte (PT)
By Litó Walkey (CA)
With Dinis Machado (SE/PT), Jorge Gonçalves (PT/DE) e Susana Otero (PT)
Production Ballet Contemporâneo do Norte (PT)
Created in Residency at Imaginarius Centro de Criação Arte e Espaço Público (St Mª da Feira, PT)
Ballet Contemporâneo do Norte is supported by Governo de Portugal/Secretaria de Estado da Cultura (Direção Geral das Artes) and Câmara Municipal de St Mª da Feira / Feira Viva




Google+ Followers