3/28/2017

ARTISTA ASSOCIADO | ROGÉRIO NUNO COSTA | COPYWRONG

scroll down for english

um serviço meta-educativo de Rogério Nuno Costa

COPYWRONG (a live performance-as-tool), Creative Commons Global Summit (Toronto, Canadá) 
28-30 de Abril de 2017
com Daniel Pinheiro, Fátima São Simão, Rogério Nuno Costa e Teresa Nobre



UNIVERSIDADE | YLIOPISTO é um projeto duracional para a criação de uma universidade virtual, trans-nacional e trans-artística. Uma escola para ensinar a anular a arte através da Arte (ou vice-versa). Um laboratório de experiências Pop. Uma masterclass intitulada "A preguiça como novo avant-garde". Um workshop intensivo de Kopimismo. Um magazine cooltural. E um partido político demagógico, finlandizado e profil(árctico) a financiar o empreendimento.

“(...) num sentido muito literal, a universidade kantiana é uma instituição ficcional. A razão só pode ser instituída se a instituição permanecer uma ficção, se funcionar apenas ‘como se’ não fosse uma instituição. Se a instituição se torna real, a razão afasta-se.” [Bill Readings, A Universidade em Ruínas, Angelus Novus, p. 68]

O CC Global Summit é um encontro bienal da rede de afiliados voluntários da Creative Commons de todo o mundo, onde estes apresentam os seus projectos e discutem a estratégia da rede e os próximos passos para a difusão das licenças e promoção da cultura livre.

Mais info:


O projeto UNIVERSIDADE propõe a construção de uma plataforma colaborativa de pensamento interdisciplinar ao longo de 5 anos “letivos”, operando, virtual e fisicamente, entre dois extremos da Europa: Portugal e Finlândia. Grupos de trabalho fluidos (e nómadas) encontrar-se-ão em espaços temporários com o objetivo de elaborar uma proposta híbrida de ensino artístico alicerçado em metodologias “não-artísticas”: como chegar à Arte sem ser através da arte? Uma universidade meta-referencial que oferece um só programa — o dos “estudos universitários” —, num diálogo rizomático e taxonómico entre todas as Artes e todas as Ciências, e num sistema discursivo não-hierárquico e pós-capitalista. Para tal, ensaiar-se-ão novos paradigmas educacionais, experimentar-se-ão novos modos de subjetivação e de partilha de conhecimento, antever-se-ão novos modelos éticos (logo, estéticos) na relação “mestre/aprendiz”, reciclar-se-ão pressupostos que estiveram na origem da missão universitária ocidental e que a (pós-)modernidade, quantitativamente empreendedora e empresarial (ensino enquanto produto, aluno enquanto cliente), terá feito extinguir.

Após a realização de um proto-laboratório em Bucareste em Julho de 2015, em colaboração com o projeto E-motional | rethinking dance, ODD Gallery e Modulab, o Ano Um (2016/17) arrancou oficialmente em Outubro de 2016 na School of Art Design and Architecture da Aalto University (Helsínquia), num diálogo simbiótico com o programa Visual Culture and Contemporary Art (ViCCA). Até Junho de 2017, realizar-se-á uma série de lectures, workshops, think tanks e publicações alusivas à PETABYTE AGE, temática estruturante para o Ano Um.

Universidade | Yliopisto é um projeto financiado pela Creative Commons | Awesome Fund e conta com o apoio da Aalto University. Parceiros: Future Places, Armazém 22. Produção: Ballet Contemporâneo do Norte (Artista Associado).

MAIS INFORMAÇÃO:


UNIVERSITY | YLIOPISTO (2015/20)
a meta-educational service by Rogério Nuno Costa

UNIVERSITY | YLIOPISTO is a durational meta-project for a virtual, trans-national and trans-artistic multiversity. A school where we can learn how to annul Art by the means of art itself. A laboratory to test Pop as the ultimate cultural appropriation. A masterclass titled "Laziness as the new avantgarde". An intensive workshop about Kopimism. A cooltural magazine. And a very demagogic, finlandized and prophyl(arctic) political party.

“(...) in a very literal sense, Kantian university is a fictional institution. Reason can only be institutionalized as far as institution itself can remain a fiction, if it can only work ‘as if’ it was not an institution. When the institution becomes real, reason turns away.” [Bill Readings, The University In Ruins, Harvard, p. 68]


·   COPYWRONG (a live performance-as-tool), Creative Commons Global Summit (Toronto, Canada)
     28-30 April 2017
     with Daniel Pinheiro, Fátima São Simão, Rogério Nuno Costa and Teresa Nobre.

CC Global Summit is the biennial meeting of the volunteers network of Creative Commons International, where various projects are showcased and the strategies for the promotion of CC licenses and free culture are discussed.

More info:

The project proposes the building of a collaborative platform for inter-disciplinary thinking throughout 5 “school” years, thus operating, both virtually and physically, between two European “extremes”: Portugal and Finland. Fluid and nomadic work groups will meet in temporary spaces driven by one major goal: to elaborate a hybrid model for artistic learning based on “non-artistic” methodologies, or how can one reach Art without being through art? A self-referential academy that offers one program only — the “academic studies” program —, structured in a rhyzomatic and taxonomical dialogue between all Arts and all Sciences, within a discursive system that is non-hierarchical and post-capitalist. For that purpose, new educational paradigms will be tested, new modes of subjectivation and share of knowledge will be experimented, new ethical (therefore, aesthetic) models for the relation “master/apprentice” will be foreseen. Ultimately, some of the premises that originated the mission behind Western university will be recycled, those same premises that (post-) modernity, quantitatively entrepeneur and business-oriented (education as a product, student as a client), has been extinguishing for the last two decades.

After the proto-laboratory that took place in Bucharest (Romania) in July 2015, in a partnership with E-motional | rethinking dance, ODD Gallery and Modulab, the Year One (2016/17) was officially launched in October at Aalto University’s School of Art, Design and Architecture (Helsinki, Finland), in a symbiotic dialogue with Visual Culture and Contemporary Art (ViCCA) program. Until June 2017, a series of lectures, workshops, think tanks and publications will be launched, all around the subject of PETABYTE AGE, the structuring core-theme for Year One.

University | Yliopisto is funded by Creative Commons (Awesome Fund) and has the support of Aalto University. Partners: Future Places and Armazém 22. Production: Ballet Contemporâneo do Norte (Associated Artist).

MORE INFORMATION:

[ARTISTA ASSOCIADO] PARADIGMA DE DINIS MACHADO







27 e 28 de abril 


NAVE, Chile


“Um ritual é uma sequência de atividades que envolvem gestos, palavras e objetos, praticado num lugar isolado e de acordo com uma sequência definida.”
[Dicionário Merriam-Webster]
Em “Paradigma”, criamos um folklore DIY para corpos com identidades esbatidas, através de artefactos, narrativas, danças, rituais e músicas. Paradigma é uma dança de um exotismo de lado nenhum. Um reclamar ritualista de diferença e cidadania. Uma paisagem criada de um cadavre esquis de referências paradoxais vindas de lugares faccionais. Uma cerimónia vinda de um tempo antes da divisão entre arquiteto e construtor onde se produzem símbolos abstratos com materiais complexos e uma engenharia caseira.

Música Original de Hanna Kangassalo (SE/FI), Robert Tenevall (SE), Erik Sjölin (SE)
com vozes adicionais de Lillemor Tenevall, Kai Kangassalo, Gonçalo Ferreira, Britta Amft, Dinis Machado
Cenário, luz e figurinos Dinis Machado (SE/PT)
Consultoria Pedro Machado (BR/UK), Gonçalo Ferreira (PT), Jorge Gonçalves (DE/PT)
Produzido por Corp. (PT) e Ballet Contemporâneo do Norte (PT),
com o Produtor Associado Clair Hicks (UK)
e administração de Interim Kultur (SE)
Co-Produção Weld (Stockholm/SE), Teatro Municipal do Porto (Porto/PT), Dance4 (Nottingham / UK) and Gothenburg Dans & Teater Festival (Gothenburg/SE)
Criado em residência em Weld (Stockholm/SE), MARC (Kivik/SE), Campo Alegre Teatro Municipal (Porto/PT), Alkantara (Lisboa/PT), ​Gothenburg Dans & Teater Festival + Vitlycke Centre for Performing Art (Gothenburg/SE), Devir/Capa (Faro/PT), Dance4 + Lace Market Gallery (Nottingham/UK)
Com o apoio de Konstnärsnämnden (SE), Kulturrådet (SE), Arts Council England (UK) and DGArtes/Secretaria de Estado da Cultura (PT)

Dinis Machado é um artista associado do

Ballet Contemporâneo do Norte (PT) e Weld (SE)




PARADIGM27 and 28 april


NAVE, Chile


A ritual is a sequence of activities involving gestures, words, and objects, performed in a sequestered place, and performed according to set sequence. 
[Merriam-Webster Dictionary]


In Paradigm, we work on a DIY folklore for bodies with blurry identities, created through fctional artifacts, narratives, dances, rituals and songs.
Paradigm is a dance of an exoticism from nowhere. A ritual claim for diference and citizenship. A landscape created from a cadavre exquis of paradoxical references coming from the places where we were born, the places where we live, places we have never been, and most of all, from fctional places. All of them glued together with daily practice. The body, as a mechanical piece of a bigger organic body - the stage itself. This body engages in a ceremony with consequences that are never direct or evident, but it is also a fgure of labor coming from a time before the division between the architect and the bricklayer. A working body producing abstract symbols with concrete materials and a complex homemade engineering.
A body that through this practice enters a process of abstraction, attempting to escape its own anthropomorphism.
To be a human, as to be the theatrical building, disengaged of the pursuit of a (cultural) essence. 


With original music by Hanna Kangassalo (SE/FI), Robert Tenevall (SE), Erik Sjölin (SE)
additional voices by Lillemor Tenevall, Kai Kangassalo, Gonçalo Ferreira, Britta Amft Set
light and costume construction Dinis Machado (SE/PT)
Outside eyes Pedro Machado (BR/UK), Gonçalo Ferreira (PT), Jorge Gonçalves (DE/PT) 
Produced by Corp. (PT) and Ballet Contemporâneo do Norte (PT)
with the associate producer Clair Hicks (UK) and administration by Interim Kultur (SE)
With the co-production of Weld (Stockholm/SE), Teatro Municipal do Porto (Porto/PT), Dance4 (Nottingham / UK) and Gothenburg Dans & Teater Festival (Gothenburg/SE)
Created in residency at Weld (Stockholm/SE), MARC (Kivik/SE), Campo Alegre Teatro Municipal (Porto/PT), Alkantara (Lisboa/PT), Gothenburg Dans & Teater Festival + Vitlycke Centre for Performing Art (Gothenburg/SE), Devir/Capa (Faro/PT), Dance4 + Lace Market Gallery (Nottingham/UK)
With the support of Konstnärsnämnden (SE), Kulturrådet (SE), Arts Council England (UK) and DGArtes/Secretaria de Estado da Cultura (PT)
Dinis Machado is an associated artist of

Ballet Contemporâneo do Norte (PT) and Weld (SE) 

[WORKSHOP] ARTISTA ASSOCIADO DINIS MACHADO

scroll for english


[ARTISTA ASSOCIADO] 
DINIS MACHADO
Workshop

no Symposium de Práticas Artísticas 
Inscrição: 40€
Inscrição por prática: 20€

INSCRIÇÕES E MAIS INFORMAÇÕES
email: office@mezzanine.pt 
telemóvel: 934801295 | 937585579


Dia 1 de abril
16H -18H 

TUP Teatro Universitário do Porto
Corpos Psicadélicos para Ficções Somáticas
Dinis Machado partilha as práticas dos seus últimos anos de pesquisa, nas quais tem estado interessado na questão “o que acontece quando corpos não se imaginam como são cientificamente descritos”. Ele tem um olhar critico sobre o modo como as ciências estabelecem uma descrição ficcional e normativa sobre o corpo humano. Inspirado pela metamorfose de experiências psicadélicas, Dinis trabalha de forma a intensificar outras perspectivas e narrativas como um modo de potenciar outras experiências do corpo, e assim, produção alternativa de movimento. Ferramentas para desviar ou alargar os limites normativos criados por uma antropomorfia de auto-representação dos nossos próprios corpos. Além de conceitos como liberdade ou libertação, ele investiga incorporações e psicadelismo através da construção de critérios.

Dia 2 de abril
16H -18H 
TUP Teatro Universitário do Porto
Tão Precisamente Desfocado -  Revisitar Formalismo sem Hierarquia
Dinis Machado revisita o Formalismo numa perspectiva pós-somática. Uma série de exercícios hiperformais, de um virtuosismo inventado são colocados em conjunto a partir de fragmentos e técnicas de narrativas de dança deliberadamente lacónicas, apropriadas e inventadas. Uma especulação subjectiva, um olhar deformado e calcificado por uma prática confiante. Danças multifárias onde os corpos são colocados do avesso, não através de nenhuma ilustração de um exercício libertário, mas através de uma aceleração hiperformal.

mais informações aqui



[ASSOCIATED ARTIST] 
DINIS MACHADO
Workshop

at the Artistic Practices Symposium
Registration: 40€
Application Fee: 20€

Registrations and Mor Info
email: office@mezzanine.pt 
+351 934801295 | 937585579




April 1st
4pm -6pm 

at TUP Teatro Universitário do Porto
Psychedelic Bodies for Somatic Fictions
Dinis Machado opens up the practices from his past years of research, in which he has been interested in the question "what happens when bodies do not imagine themselves as they are medically described?". He looks critically at science as the mainstream normative fictional description over the human body. Inspired by the metamorphose of psychedelic experiences, he works to empower other perspectives and narratives as a way to potentiate other body experiences, and therefore, alternative movement production. Tools to escape or enlarge the normative limits created by the anthropomorphist self-representation of our own bodies. Far from concepts like freedom and liberation he researches embodiment and psychedelia through the construction of criteria.

April 2nd
4pm -6pm 


at TUP Teatro Universitário do Porto
So Very Precisely Blurry - Revisiting Formalism Without Hierarchy

Dinis Machado revisits Formalism on a post somatic perspective. A hyperformal series of exercise of a made-up virtuosity put together from fragments and techniques of a deliberately laconic, appropriated and made-up dance narrative. A subjective speculation, a deformed gaze calcified by a confident practice. Multifarious dances where our bodies are put inside out, not through any illustration of a libertarian exercise, but through a hyperformal acceleration.

more information here

[ARTISTA ASSOCIADO] BARCO DANCE COLLECTION DE DINIS MACHADO

scroll for english






BARCO DANCE COLLECTION

1 de abril | Symposium de Práticas Artísticas | 22h | Ateneu Comercial Porto, PT
6 de abril | METAL, Peterborough, UK
9 de abril | Weld, SE
24 e 25 de abril | NAVE, Chile

BARCO Dance CollectionUm projeto iniciado e dançado por Dinis Machado (SE/PT),

com coreografias de Dan Daw (UK), Lucy Suggate (UK), Vicky Malin (UK), Robbie Synge (UK), Katerina S. Andreou (GR/FR), Javiera Péon-Veiga (CL), Elisabete Finger (BR), Rosalind Goldberg (SE), Rebecka Stillman (SE), Rachel Tess (US/SE), Jorge Gonçalves (DE/PT), Ali Moini (IR/FR), Miguel Jaime (UY/AR), Conny Carlsson (SE), Anna Koch (SE), entre outros que virão...


e ensaios curatoriais de Kate Marsch (UK), Chris Lewis-Jones (UK), Flora Wellesley Wesley (UK), entre outros que virão...

Projecto produzido por BARCODesenvolvido e co produzido em residência no Weld (Stockholm), Ballet Contemporâneo do Norte (St Mª da Feira), Dance4 (Nottingham), Konstnärsnämnden (Stockholm), MARC (Kivic), Nave (Chile), METAL (Peterborough), Dance4 (Nottingham), Critical Path (Sydney), Weld (Stockholm), Inter Arts Centre (Malmo), Festival International de Danza Contemporânea de Uruguay (Montevideo).


 Com o apoio do Konstnärsnämnden (SE), Kulturrådet (SE), Arts Council England (UK) e DGArtes (PT)

BARCO Dance Collection é um projecto onde eu, Dinis Machado, convido outros coreógrafos a criarem solos curtos (10 a 15 min) para eu dançar.

BARCO é uma colecção de danças mais do que um conjunto de espectáculos de dança (no sentido interdisciplinar de uma performance de palco onde luz, som e cenografia e dança constroem uma dramaturgia em conjunto).  A proposta para os coreógrafos convidados é a de pensar o corpo do bailarino como o espaço onde a coreografia acontece mais do que a sala onde nos encontramos. Esta é uma colecção de danças onde a dança é olhada e trabalhada como disciplina autónoma. 
O projecto encontra uma audiencia em noites onde um grupo de danças são mostradas em conjunto. Maioritariamente são apresentadas em outros espaços que não palcos. As danças de BARCO são desenhadas para serem apresentadas em qualquer lugar. Send a condição da dança eminentemente imaterial, enquanto mapa, esta colecção é também uma colecção de práticas mais do que dos objectos que a rodeiam.




BARCO Dance Collection

A project initiated and performed by Dinis Machado (SE/PT),

with choreographies by Dan Daw (UK), Lucy Suggate (UK), Vicky Malin (UK), Robbie Synge (UK), Katerina S. Andreou (GR/FR), Javiera Péon-Veiga (CL), Elisabete Finger (BR), Rosalind Goldberg (SE), Rebecka Stillman (SE), Rachel Tess (US/SE), Jorge Gonçalves (DE/PT), Ali Moini (IR/FR), Miguel Jaime (UY/AR), Conny Carlsson (SE), Anna Koch (SE), among others to come...

and Curatorial Gaze essays by Kate Marsch (UK), Chris Lewis-Jones (UK), Flora Wellesley Wesley (UK), among others to come... 

Project produced by BARCOPerformed and co-produced in residency at Weld (Stockholm), Ballet Contemporâneo do Norte (St Mª da Feira), Dance4 (Nottingham), Konstnärsnämnden (Stockholm), MARC (Kivic), Nave (Chile), METAL (Peterborough), Dance4 (Nottingham), Critical Path (Sydney), Weld (Stockholm), Inter Arts Centre (Malmo), Festival International de Danza Contemporânea de Uruguay (Montevideo).

 With the support of Konstnärsnämnden (SE), Kulturrådet (SE), Arts Council England (UK) and DGArtes (PT)




BARCO Dance Collection is a project were I, Dinis Machado, invite other choreographers, to choreograph a short solo (10 to 15 min) for myself as a dancer.

It is a collection of dances rather then a collection of dance performances (in the interdisciplinary sense of a stage performance where the light, the sound, the set and the costumes build something together). The proposal for the choreographers is to think that the space were this dances happen is not the room where we are in but within the body itself. This is a collection of dances where dance is looked and worked on as something autonomous.
The project arrives to a public through evenings where a group of dances are shown together. They will mostly not be shown on stages but in other varied types of spaces. Barco is therefore designed to be presented anywhere. Being the performative condition of dance practice mostly immaterial, as a map, this collection is as well a gathering of practices rather then the objects that surround it.

3/15/2017

[ARTISTA ASSOCIADO Rogério Nuno Costa] No Caminho/On the way [Vou a tua casa trilogy's B-Side]

Do nosso Artista Associado Rogério Nuno Costa
No Caminho/On the way [Vou a tua casa trilogy's B-Side]

                      Fotografia José Luís Neves


A segunda semana começa já amanhã! 

16-17 março
23-24 março
14h - 18h 

No Aalto University Learning Center Lobby



3/08/2017

[ARTISTA ASSOCIADO] BARCO DANCE COLLECTION DE DINIS MACHADO

scroll for english





4 MARÇO

Weld @ FIST

Stockholm, SE​

22 MARÇO
MARC, Milvus Artistic Research Center
Kivik, Suécia

23 MARÇO
Inter Arts Centre
Malmö, Suécia

26 MARÇO
Weld @ Folkkulturcentrum
Stockholm, Suécia




BARCO Dance CollectionUm projeto iniciado e dançado por Dinis Machado (SE/PT),

com coreografias de Dan Daw (UK), Lucy Suggate (UK), Vicky Malin (UK), Robbie Synge (UK), Katerina S. Andreou (GR/FR), Javiera Péon-Veiga (CL), Elisabete Finger (BR), Rosalind Goldberg (SE), Rebecka Stillman (SE), Rachel Tess (US/SE), Jorge Gonçalves (DE/PT), Ali Moini (IR/FR), Miguel Jaime (UY/AR), Conny Carlsson (SE), Anna Koch (SE), entre outros que virão...

e ensaios curatoriais de Kate Marsch (UK), Chris Lewis-Jones (UK), Flora Wellesley Wesley (UK), entre outros que virão...

Projecto produzido por BARCODesenvolvido e co produzido em residência no Weld (Stockholm), Ballet Contemporâneo do Norte (St Mª da Feira), Dance4 (Nottingham), Konstnärsnämnden (Stockholm), MARC (Kivic), Nave (Chile), METAL (Peterborough), Dance4 (Nottingham), Critical Path (Sydney), Weld (Stockholm), Inter Arts Centre (Malmo), Festival International de Danza Contemporânea de Uruguay (Montevideo).

 Com o apoio do Konstnärsnämnden (SE), Kulturrådet (SE), Arts Council England (UK) e DGArtes (PT)

BARCO Dance Collection é um projecto onde eu, Dinis Machado, convido outros coreógrafos a criarem solos curtos (10 a 15 min) para eu dançar.

BARCO é uma colecção de danças mais do que um conjunto de espectáculos de dança (no sentido interdisciplinar de uma performance de palco onde luz, som e cenografia e dança constroem uma dramaturgia em conjunto).  A proposta para os coreógrafos convidados é a de pensar o corpo do bailarino como o espaço onde a coreografia acontece mais do que a sala onde nos encontramos. Esta é uma colecção de danças onde a dança é olhada e trabalhada como disciplina autónoma. 
O projecto encontra uma audiencia em noites onde um grupo de danças são mostradas em conjunto. Maioritariamente são apresentadas em outros espaços que não palcos. As danças de BARCO são desenhadas para serem apresentadas em qualquer lugar. Send a condição da dança eminentemente imaterial, enquanto mapa, esta colecção é também uma colecção de práticas mais do que dos objectos que a rodeiam.



BARCO Dance Collection

A project initiated and performed by Dinis Machado (SE/PT),

with choreographies by Dan Daw (UK), Lucy Suggate (UK), Vicky Malin (UK), Robbie Synge (UK), Katerina S. Andreou (GR/FR), Javiera Péon-Veiga (CL), Elisabete Finger (BR), Rosalind Goldberg (SE), Rebecka Stillman (SE), Rachel Tess (US/SE), Jorge Gonçalves (DE/PT), Ali Moini (IR/FR), Miguel Jaime (UY/AR), Conny Carlsson (SE), Anna Koch (SE), among others to come...

and Curatorial Gaze essays by Kate Marsch (UK), Chris Lewis-Jones (UK), Flora Wellesley Wesley (UK), among others to come... 

Project produced by BARCOPerformed and co-produced in residency at Weld (Stockholm), Ballet Contemporâneo do Norte (St Mª da Feira), Dance4 (Nottingham), Konstnärsnämnden (Stockholm), MARC (Kivic), Nave (Chile), METAL (Peterborough), Dance4 (Nottingham), Critical Path (Sydney), Weld (Stockholm), Inter Arts Centre (Malmo), Festival International de Danza Contemporânea de Uruguay (Montevideo).

 With the support of Konstnärsnämnden (SE), Kulturrådet (SE), Arts Council England (UK) and DGArtes (PT)



BARCO Dance Collection is a project were I, Dinis Machado, invite other choreographers, to choreograph a short solo (10 to 15 min) for myself as a dancer.

It is a collection of dances rather then a collection of dance performances (in the interdisciplinary sense of a stage performance where the light, the sound, the set and the costumes build something together). The proposal for the choreographers is to think that the space were this dances happen is not the room where we are in but within the body itself. This is a collection of dances where dance is looked and worked on as something autonomous.
The project arrives to a public through evenings where a group of dances are shown together. They will mostly not be shown on stages but in other varied types of spaces. Barco is therefore designed to be presented anywhere. Being the performative condition of dance practice mostly immaterial, as a map, this collection is as well a gathering of practices rather then the objects that surround it.

Google+ Followers